Se o consumidor é rei, que exerça seu reinado

Por Tempo de leitura: 2 minutos

A VELHA MÁXIMA DE QUE “o cliente é rei” tem hoje em dia valor amplificado em função do alto grau de conectividade dos consumidores e da exposição de suas experiências nas mídias sociais em tempo real.

O cuidado com a satisfação dos consumidores será cada vez mais ligado às características de sustentabilidade que não somente os produtos e serviços incorporem, mas que estejam claros ao mercado em relação às práticas de ESG das corporações, ou seja, como elas tratam no seu dia a dia os aspectos ambientais, sociais e de governança.

Neste novo universo, a grande mudança é que as atitudes dos consumidores também começarão a passar pelo escrutínio do ambiente de negócios, modificando drasticamente a responsabilidade que o cliente passa a ter na hora de fazer suas escolhas.

É a democratização do reinado, pois, para o rei poder usufruir de um mundo melhor no futuro, precisará contribuir com melhores decisões de consumo.

Assim, envolver os consumidores com mensagens de inovação, criatividade e ideais de sustentabilidade tornou-se parte fundamental da estratégia de produto e marketing corporativo não só para alinhar a proposição de valor das corporações à de seus clientes, mas, principalmente, para buscar garantir a fidelidade do mercado.

E não só os clientes deverão ser acionáveis neste novo ambiente, pois, para que os planos empresariais possam ser executados, a nova mensagem tem que passar antes pela aprovação de conselhos de gestão que são, em última palavra, quem aprovam os investimentos necessários para a nova jornada.

Ações ambiciosas de várias marcas, na direção de atender à crescente demanda dos clientes por responsabilidade, têm proporcionado crescimento e resultados duas a três vezes maiores do que os negócios-padrão de suas empresas.

Neste novo reinado, o engajamento de quem consome passa a ter quase tanto peso quanto o de quem oferta, mas os maiores desafios ficam com os gestores de negócio, que precisam alinhar com alto grau de assertividade e engajamento com rentabilidade, o que não é tarefa fácil.

Pesquisa da GlobeScan afirma que o consumo está sendo redefinido por um grupo crescente de “aspirantes” – pessoas que estão tão interessadas em compras, estilo e moda quanto no consumo responsável e exigem que as marcas que admiram ajam no melhor interesse da sociedade.

No novo ambiente, a melhor forma para o rei conseguir exercer seu reinado é pela divisão de seus valores com seu ambiente de consumo, para que a corrente da sustentabilidade rapidamente se fortaleça e prospere.

Vida longa ao novo rei!

Tags:

Olá, tudo bem? Você já pensou em receber nossos conteúdos no seu e-mail?

Todos os dias, matérias exclusivas sobre a evolução da jornada do consumidor, tendências e comportamento direto na sua caixa de entrada. Cadastre-se agora e faça parte desse mailing.
É rapidinho!