O futuro dos vídeos curtos: tendências para 2022

Por Tempo de leitura: 2 minutos

A POPULARIZAÇÃO DOS VÍDEOS curtos, acompanhada de mudanças de comportamento no consumo das mídias e maior interação do público com influenciadores e criadores, veio para ficar. Atualmente, é possível observar um novo cenário mundial, no qual as pessoas buscam conteúdos mais leves, atrativos, que possam ser ouvidos ou vistos de maneira rápida e que aproximem ainda mais a comunicação das marcas com o público. Pensando nesse cenário, refleti sobre algumas tendências para o segmento em 2022 que podem e devem ser mais exploradas pelas empresas que têm foco no consumidor:


Livestream e-commerce: A novidade está transformando a experiência de compra on-line. O formato, um sucesso na China, utiliza plataformas de transmissões ao vivo pela internet para vender produtos on-line. Esse modelo otimiza a tomada de decisão do cliente, já que concentra em um só espaço informações sobre um produto ou serviço e a forma de comprá-lo. Além disso, promove entretenimento, que faz com que o espectador permaneça e engaje durante a live e desperte o gatilho da compra.


Storytelling: Esta é a estratégia de construção de uma história utilizando um enredo bem-elaborado e uma narrativa envolvente. A técnica se aplica por meio do poder persuasivo e, se usada com cunho comercial, ajuda a promover um negócio, produto ou serviço. Os efeitos criativos e as trilhas sonoras, que são marcantes e fazem toda a diferença no ambiente cinematográfico, agora ganham espaço também nos vídeos de até 1 minuto. É necessário ser criativo para tornar o conteúdo algo original e único.


Personalidades das marcas: Ao passo que as marcas estão mais inseridas no ambiente digital, a criação de uma personalidade foi a alternativa perfeita para uma aproximação com o público. A humanização, por meio de personagens – conhecidos como avatares, faz com que o consumidor se conecte e passe a conhecer mais sobre a missão, a visão e os valores da empresa. Trata-se de uma tendência que ainda deve crescer muito nos aplicativos de vídeos curtos, para posicionar o negócio de forma rápida e dinâmica.


Experiências para o consumidor: Ao passo que o consumidor se sente cada vez mais confiante em realizar compras on-line, as marcas também percebem o quanto os vídeos e as lives podem auxiliar na jornada de compras do cliente.


Cocriação: As redes sociais estão tomadas por criadores que não só entregam entretenimento como influenciam parte do pensar e agir do público. A colaboração com um nome querido pelos usuários demonstra que a marca conhece realmente os desejos de seus seguidores.


O envolvimento do público é crucial para o sucesso de um vídeo ou uma live, e os criadores estão atentos à geração de conteúdos com participação de quem está assistindo – via criação de hashtag, challenge ou filtro exclusivo. Ainda vamos ver uma grande revolução nas plataformas e, para as marcas, esse é só o começo.


Confira o curso de vídeos curtos disponível no portal Mundo do CX.


+ Notícias

Como é a experiência de compra do Macho Moda

Como criar conexões emocionais com os consumidores no digital?

Olá, tudo bem? Você já pensou em receber nossos conteúdos no seu e-mail?

Todos os dias, matérias exclusivas sobre a evolução da jornada do consumidor, tendências e comportamento direto na sua caixa de entrada. Cadastre-se agora e faça parte desse mailing.
É rapidinho!